Procura Aí

terça-feira, 9 de março de 2010

Eu e Batman



Se você me conhece, ou leu alguma entrevista, já leu essa frase antes...
Eu sou mais Bruce Wayne do que Batman
É muito verdade!
Daqui da minha "Mansão Wayne" que pode ser um "quarto e sala", pode ser o lugar que você quiser imaginar daí do seu computador enquanto escrevo aqui do meu.. a vida é tão mais tranquila, tão mais atraente do que a correria da vida de Batman.
Não que eu não goste do Batman, a roupa é meio esquisita, mas eu até dou uma volta no Batmóvel de vez em quando... acho legal ver o movimento, checar a popularidade do "Herói" mascarado, mas aquele não sou eu, é o que fizeram de mim com o que eu apresentei de mim, misturado com o que eu queria que pensassem de mim e o que realmente pensam e outras coisas, talvez.... whatever, não sou o tipo "Backspace", se não deu pra entender, descupa aí. : )
Minha intenção sempre foi "Polaroid" mas nem sempre saí bem na foto.
Voltando ao Batman, você deve estar pensando.. Santa confusão! De onde você tirou esse Batman? Se você já entendeu há muito tempo, me perdoe por subestimar sua inteligência... é o seguinte :
Bruce Wayne é o compositor, o cara que fica ali vendo, ouvindo, capturando, lendo, dormindo, sonhando, molhando a grama do jardim, pegando sol no final da tarde e claro, fazendo música. E Batman é o artista do palco, o cara! E vamos combinar que tem gente que nasceu pra coisa, a roupa da Batman cai bem pra caralho! Fica foda, sobe parede, atravessa fogo, faz o diabo! E eu admiro e aplaudo com fervor! Afinal, o que seria do Bruce Wayne sem o Batman?
Fico aqui torcendo, "Vai lá Batman! Acaba com eles!! uhuuu! " Achei que ia passar a vida inteira assim, "Waynemente" mas não consegui, teve uma hora que o Batman cantou no meu ouvido um trecho de uma canção de Totonho e Ana Carolina "Vou deixar a rua me levar, Ver a cidade se acender"

com aquela voz grave e ameaçadora (o Batman, não a Ana) e eu fui... vesti a roupa (Tamanho herói, não é P, M nem G, é tamanho H, e único, tive que apelar pra uma dieta) e gravei o meu primeiro CD e achei muito bom gravar , fiz, e me fiz bem.
Mas não fiz só pra me agradar não!
Claro que ouvir ou ler opiniões de conhecidos, desconhecidos, críticos de música e principalmente quando são carinhosos e positivos, é muito bom! Não acredito que alguém passe "impune" por essa experiência, seja ela boa ou ruim, não que eu seja nenhum artista zen super resolvido, se eu quiser falar mal de alguém, geralmente é para um público muito reservado de no máximo 3 ou 4 pessoas, então, tirando os críticos profissionais, que às vezes não falam bem, mas pelo menos ganham o seu pão com isso, se você não inventou a profissão de chato profissional, me poupe, Crítica "Construtiva" é o caralho!
Voltando ao Batman.. pensa comigo, é ele que encara o humor da cidade, os gênios do mal que tem sempre um plano complicado e meio burro pra tirar o sossego do cara, eu digo "meio burro" porque já vi o gênio do mal gastar Bilhões comprando ilha, foguetes, jatos, bomba atômica (sabe quanto deve custar uma bomba atômica? uma fortuna!) e outras coisas que no fim se você fizer as contas o cara gastou 10 Bilhoões pra roubar 2... Enfim, a função dessa galera é infernizar a vida do Batman, não tem teto pro BatJato, não tem Batcaverna pra todo mundo em tal lugar, o cara que faz o combustível mandou o "sub" com porra da gasolina errada... o iluminador (o prefeito de Gotham City no caso) tá doente e o show de hoje vai ser iluminado pelo coringa.. acredite, vida de Batman é foda! Nos dois sentidos, Batman adora quando a galera aplaude o seu rasante sobre a cidade com sua capa de morcego que funciona como uma asa-delta, às vezes... e detesta quando ninguém vê que foi ele que pegou o bandido que ia explodir a usina atômica do lado da cidade, coisa pouca... mas ninguém disse nem um obrigado, é dever do Batman que sempre volta pra casa escondido dos paparazzi´s (qual o plural de paparazzi? bando de merda? ou bando de merdas?)
(Ooopss! Acho que Paparazzi já é plural, mas ta valendo)
Mas a recompensa do dia de trabalho é boa! Batman pode vestir suas roupas comuns, de Bruce Wayne, mas se sair de casa pra comer no Sushi Leblon, tem que ir meio Wayne.. meio Batman, melhor pedir em casa, às vezes...
Enquanto preparo o show de lançamento do meu CD lançado em novembro pela Som Livre, eu guardo um tempo pra atualizar meu blog falando sobre a minha insegurança de encarar o Batman que existem em mim.
Já falei que não sou de "backspace".. muito raro.. e muitas vezes, muito caro.
Se voce chegou até aqui, obrigado pela leitura!
E até outra atualização do Bruce Wayne ou do Batman, ou.. dos dois!







5 comentários:

Jaque de Barros disse...

haha.. mil pensamentos por segundo, mas gostei do trecho
"preparo o show de lançamento do meu CD lançado em novembro"
Aguardo, enquanto encaro a Catwoman que há em mim! haha

Abraços

Anônimo disse...

sou seu grande fã gostaria de saber a cifra da música coisas que eu sei que você tocou no show do jorge vercillo ficou bem melhor a melodia vlw abrçs!

Anônimo disse...

dudu,
você demora muito para escrever....
Estou com saudades.
Escreva mais e logo.

Anônimo disse...

vi sua entrevista no Sem Censura ontem (13/05) e ouvi a citação do Bruce Wayne. Bacana (Acho porquê sempre fui mais fã do Wayne mesmo ...risos).
Linda produção, música linda, entrevista interessante e riso sério mais bonito ainda.

Angel disse...

Dudu suas canções são inesqueciveis, indescriíveis, surpreendentes, apaixonantes e ouço praticamente TODOS os dias.Á noite ou de dia!!!

Por favor Dudu, me permita te mostrar minhas composições, apenas me permita mostrá-las por favor! Quem sabe vc não vira para mim o que o Danilo Caymmi foi na sua vida um dia quando se encantou com a canção que levou para Nana?

Posso te mandar por e-mail? Por CD? pessoalmente??? Como disser.

Obrigada e aguardo.Sou realmente sua fã.Uma pessoa que escrebe "o bem e o ma" (uma de minhas preferidas) só pode ser cheia de sensibilidade e talento.

Gde abraço